A anatomia do cabelo humano

Pantene_ProAdvice_HairScience_anatomia_cabelo_final

A cutícula é a camada protetora externa que recobre o córtex de cada fio de cabelo humano e é responsável por seu brilho e textura. Uma cutícula, em estado normal, é suave, permite o reflexo da luz e limita a fricção entre os fios capilares.
Ela é composta de 6 a 8 camadas de células planas sobrepostas e coberta por uma camada invisível de lipídios resistentes à água, que age como um hidratante condicionador natural. Os cientistas a chamam de camada de gordura. Essa camada ácida de lipídios é o que dá, naturalmente, aos fios uma textura sedosa e macia ao toque.
Os processos químicos como a tintura, a permanente e os diferentes tipos de alisamento ou progressiva retiram a camada protetora de gordura da cutícula, causando os conhecidos “danos químicos”.
Outros agressores famosos contra a saúde da cutícula são o secador, a chapinha e o babyliss, assim como o excesso de penteados e escovas. O calor excessivo e a fricção constante rompem a proteção da cutícula e causam danos sérios às células dos fios.
Os cientistas de Pantene são experts em lidar com a perda da camada protetora da cutícula e desenvolveram fórmulas Pro-V exclusivas para seus Shampoos, Condicionadores e Tratamentos que reparam os danos, selam a cutícula e restauram a suavidade e o brilho radiante natural dos cabelos.

O coração do cabelo: o córtex

O córtex é responsável por quase todas as propriedades que definem e fazem do cabelo humano algo único, como a forma, a cor, a resistência, a elasticidade e a quantidade natural de umidade nos fios. Ele é mais resistente que o aço, e pode se alongar até 30% sem grandes danos significativos. Entretanto, assim como a cutícula, necessita de cuidados e sofre pelos mesmos vilões já mencionados, como processos químicos, excesso de calor e fricção. Como esta camada do fio é mais interna, seus danos são mais severos. Quando ocorrem, geralmente rompem a capacidade do córtex de manter a umidade (hidratação) dos fios e deixam o cabelo ressecado e frágil.

A misteriosa medula

A última parte da estrutura do cabelo, o núcleo central chamado de medula, não tem uma função específica no cuidado dos fios e se encontra, em geral, apenas nos cabelos brancos. (Conheça mais sobre a ciência do cabelo)

Como se forma a Cor do cabelo

Você já se perguntou alguma vez qual a composição da cor natural do seu cabelo? A resposta é a melanina, o mesmo pigmento que dá cor à nossa pele. Ela é produzida no interior do folículo do cabelo e se distribui ao longo do fio, nem sempre uniformemente, causando as "mechas naturais". Existem 2 subtipos distintos de melanina que se combinam em diferentes proporções, o que explica o porquê de tantas variedades de cor. O primeiro subtipo é a eumelanina, responsável pelos pigmentos pretos e castanho-escuros. O segundo é a feomelanina, que forma quase exclusivamente o cabelo ruivo. A mescla dos dois e a menor quantidade dos mesmos causa os cabelos castanho-claros, loiros e intermediários.

Os fios e cabelos brancos

A genética desempenha o papel mais importante na definição do tempo inicial e quantidade dos fios de cabelos brancos. Mas qual é sua causa? Com o passar do tempo, as células que produzem o pigmento de melanina diminuem sua atividade, produzindo cada vez menos quantidade; e se extingue a renovação de células pigmentadoras. Aos 50 anos, uma média de 50% das pessoas possui 50% do cabelo branco. É importante mencionar que a falta de cor do cabelo não é um sinônimo de danos e que os fios também vão perdendo seu diâmetro por outras alterações celulares com a idade, o que os deixa mais finos e frágeis.

RECOMENDADO PARA VOCÊ

Danos ao cabelo Estrutura do cabelo